quinta-feira, 14 de maio de 2009

Olá boneca...


Isto de que os tapumes das obras devem ser cinzentos é coisa passada. E nada como a coerência: passa uma garota em frente ao estaleiro e está à espera de quê? “Ó bomboca, mostra a toca?”, “És como um helicóptero: gira e boa…“, “Que rica sardinha para o meu gatinho”… Enfim, a legendagem (leia-se “piropo de trolha”) fica ao vosso critério. Desde que ponham o capacete, está claro.

1 comentário:

Rabodesaia disse...

Deixo-te um levantamento dos piropos feitos no meu blog:

http://mariarabodesaia.blogspot.com/2007/07/tapta-introduo-tcnicas-avanadas-de.html

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.