Avançar para o conteúdo principal

Arrufos

O que para Beatriz era um pão de deus, para mim era uma arrufada. "E 'Deus' escreve-se com maiúscula", acrescentava ela. Claro que eu não me resignava: "Mas será que não entendes que isto não passa de uma arrufada?" E ela ofendida: "Ignorante! Se gostasses de coco não dizias isso!" E eu exaltado: "Onde é que tu vês coco aqui?" E ela: "Os tolos nada percebem de bolos!" E prosseguíamos horas a fio, até ao dia em que a coisa ficou mesmo feia. Se me arrependo? Um nadinha: só sei que após aquele serão nunca mais houve brioches lá em casa.

Comentários

sónia disse…
Coco é coco e açúcar é açúcar, por isso a Beatriz tinha razão. Brioches há muitos e não provocam divagações tão filosóficas.
No outro dia, disse-me a Fátima,- a minha colega de trabalho por quem nutro grande admiração.Mulher (dela e do marido), mãe (das filhas, do marido e do pai), feliz (ela), - "Todas as noites faço brioches para o meu marido comer de manhã!"
iolanda disse…
ah! mas isso é que era escusado ! deixar que uma discussão sobre pães de Deus e arrufadas acabe com os brioches lá em casa? uma tolice! um exagero de graves consequências! Mesmo eu, conhecedora como sou de pães de Deus e arrufadas, caramba, sei reconhecer que um brioche é sempre um brioche!

Mensagens populares deste blogue

19 kinds of girls who bruise my soul

By João Lopes Marques (Eesti keeles)


There was a time, not too long ago, I believed I had become a misogynous guy. False. I wasn’t. Then I started fearing I was slightly gynophobic. Nope. I was just afraid to bump into another stupid girl. It wasn’t easy to understand it but 10 or 15 years later I realize I’m just too sensitive to 19 specific species of women. Indeed, I can even turn intolerant in presence of one of them. Such a phenomenon can be either personal taste or old trauma, I know. However, I don’t care anymore. I just confess the following kind of females have the power to bruise my soul:


1- The hologram girl

You think everything is fine, that that closeness is real, and you stretch your arm. Of course you wanted more and she let you play that game. For a week. A month. Sometimes even for years. Helàs! Now you understand you were living in a dream. “Why did she give me so many wrong signs”, you wonder; “João, I’ve seen you always as a very good friend”, she states.


2- The drink-…