domingo, 27 de setembro de 2009

Ovos de Colombo

Quando o ministro Rajapaksa puxou do tema, todos zombaram dele no gabinete. Todos sem excepção. "Camaradas, acreditem que problemas inéditos requerem medidas extraordinárias", vociferou Rajapaksa, que também já não era miúdo nenhum. As aves, novamente. Como não podia deixar de ser, no bas-fond político cingalês houve quem acusasse Rajapaksa de semear na ilha desnecessário alarmismo. "Mas será que ainda não perceberam que temos de extirpar o problema pela raiz?", insistia o ministro enquanto supervisionava pessoalmente a chacina dos galinheiros mais suspeitos. Nesse Inverno de 1967 houve fome na capital, é certo, mas o resoluto Rajapaksa foi, paradoxalmente, dos poucos em Colombo que sobreviveu à crise dos ovos.

Sem comentários:

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.