terça-feira, 20 de outubro de 2009

Doenças do coração

"Desgosto de amor?", perguntou-me o doutor Freixinho, mas só retoricamente. Notando-me um paciente impaciente, ainda apôs em esforço: "Coma amoras, homem. Coma muitas amoras..." Não sei se lhe gabo a truculência. Sobretudo porque acho o doutor Freixinho um tudo-nada silvestre.

3 comentários:

Paulo Freixinho disse...

Coma amoras, homem...
:-)

PF

Sophia disse...

Eu acho que se as beberes, dá mais efeito...vais sentir-te mais amoroso...

Rocío disse...

Acho boa ideia ligares o conselhos dos dos dois: come como diz o Paulo e bebe como diz a Sophia (mas melhor se for vinho zamorano do que licor de amoras ;-D )

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.