quarta-feira, 7 de outubro de 2009

"Cobretor"

Nunca percebi bem, e confesso-vos isto com toda a minha sinceridade, por que razão lhe continuam a chamar cobertor. Se cobre não deveria ser "cobretor"? Não bastasse, o tipo ignora a função. Esquece-se: acordo todas as manhãs com os pés de fora.

2 comentários:

Sophia disse...

Um caso raro de dislexia possivelmente...

sónia disse...

Parece mais um caso de metátese... Todavia, a razão talvez seja outra, mais misteriosa: cobre tor, quem é tor? Um Thor português? Correcto seria um cobridor, pois serve para cobrir, ou não?

P.S. Não é ele o culpado, o dito cujo que cobre, de não cobrir. É a forma como fazem a cama. Há uma maneira especial de o dobrar por baixo do colchão. Ou então os movimentos involuntários que se passam nesse espaço são exagerados para a sua textura.

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.