sexta-feira, 2 de outubro de 2009

O organista

O organista passava os seus dias agarrado ao órgão. Davam-lhe o lá e até metia dó. Cedo se celebrizou. Em Kurtenwald chamavam-lhe inclusive "o Bach da Westfalia". O problema, os problemas, surgiam apenas na calada da noite: obcecado, Klaus recusava-se a largar o órgão. Pobre Birggit, que se viu obrigada a apresentar queixa à polícia.

2 comentários:

sónia disse...

Acredito que a pobre Birggit, sendo vizinha do músico, passava as passas do Allgarve. Fez ela muito bem!

João Hartley disse...

Estes #MilContos são, no mínimo, completamente desconcertantes.

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.