sexta-feira, 13 de novembro de 2009

V

Norman nascera com um total de catorze dedos, embora apenas dois em cada mão. Era do tipo bem disposto, composto, e com ele gostávamos muito de passar os serões. O melhor, todavia, eram sempre as efusivas despedidas. Ele acenava-nos de tal maneira que víamos (líamos) naquilo um auspicioso sinal de vitória.

Sem comentários:

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.