sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Certas órbitas

Desde criança que se babava com pastéis de nata. Só de os ver, aqueles olhinhos lindos saíam-lhe das órbitas. Ninguém ficou surpreendido, pois, quando Iuri abraçou esta dura carreira de cosmonata. Anda lá por cima.

2 comentários:

Mineirusa disse...

Estou com tanta saudade dos pastéis de nata que fui parar em Plutão.

sónia disse...

Cosmonata, está demais!!!!
Nem sei que órbita habito a comer tantos sonhos! Talvez ande com a cabeça pelos lados da Lua...

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.