domingo, 13 de dezembro de 2009

Do 8 ao infinito

Apesar das botas de neve novas, Lemmer escorregou no crepúsculo gelado de Karlsruhe. Teve a sua dose de sorte: só não ficou (des)feito num oito porque este tombou com ele. Viajam agora os dois rumo ao infinito.

1 comentário:

StormInTheMorningLight disse...

É engraçado como sobre o mesmo assunto a abordagem pode ser totalmente diferente!
Gosto do 8, principalmente quando está deitado!**

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.