sábado, 2 de janeiro de 2010

Xadrezismo

Gabava-se de possuir a mente adestrada dos xadrezistas. E disso poucos duvidavam. Pena que Javier tenha começado a ver o mundo a preto e branco. E depois, claro, aos quadrados (quadradinhos). Já faltou mais, porém: deixará a Penitenciaria de Topas em 2012. Bem a tempo de celebrar o fim do mundo con Belén.

53 comentários:

Rocío disse...

Espera, vas a ver que espera. Las mujeres (¿masoquismo?) siempre esperan/esperamos por los canallas ;-)

João Lopes Marques disse...

Pois é, Rocío. É por isso que há muito desisti de ser bonzinho... mas ainda não sou mauzinho. Mauzinho é que não!

Manuela disse...

Nós sabemos que eles são canalhas. Mas não resistimos quando falam palavras sussurradas aos nossos ouvidos. Mesmo sendo mentiras. Descobriram o nosso ponto fraco.
Que inferno !!!
Como diz o "filósofo" carioca Moreira da Silva:
Malandro é malandro
Mané é mané
(..)

Manuela disse...

O que será mauzinho ????

João Lopes Marques disse...

Malandro é o cara
Que sabe das coisas
Malandro é aquele
Que sabe o que quer
Malandro é o cara
Que tá com dinheiro
E não se compara
Com um Zé Mané
Malandro de fato
É um cara maneiro
Que não se amarra
Em uma só mulher...
E malandro é malandro
Mané é mané
Diz prá mim!
Podes crer que é
Malandro é malandro
E mané é mané
Olha aí!
Podes crer que é...

Manuela disse...

sambando...rebolando....vai daí meu nego...

Rocío disse...

¡Al final resulta que los canallas son fuente de inspiración!

Tú me entiendes, Manuela :-)

Y, querido João, lo que me asusta es ese "ainda"

hehehe ou jejejeje (escolham!)

Manuela disse...

Rocio,

Foi só uma provocação ao Homem que voa para Java num Circo..vicioso e viciante...;)
Nós também amamos aqueles homens que dizem "ainda"????
heheheheheheh

Rocío disse...

Pois amamos! :-)

(humm essa do "vicioso e viciante" já tenho eu lido antes ... não estou a ver é onde) ;-)

Manuela disse...

Amor avassalador !!

deve ser onde a nossa imaginação nos levar.;-)

sónia disse...

Canalhas, amores avassaladores, isto está a ficar interessante :)
Claro ou a preto e branco, com vinhetas ou em pranchas, se fosse Belén (sic) não esperava pelo canalha!

Sophia disse...

E viva as dissertações das mulheres apaixonadas pelos canalhas espalhados pelo Mundo. Eu cá sou mais navalhas nos canalhas...e, tenho dito...

Ana Luisa disse...

..e as navalhas decepam?? vixi..

Sophia disse...

Depois de afiadas, claro que sim...é a função delas...bem fatiado e dado ao gado...porque eu cá, sou mais vegie...

Rocío disse...

Vocês (Sophia e Ana Luisa) são muito violentas!! :-)

Prefiro unhas muito compridas (e pintadas numa cor-de-rosa assim muito "à russa") do que navalhas... e podem acreditar que ele até ia sofre mais -RISOS-

Sophia disse...

^_^
Rocio, gostos não se discutem, mas assim sendo, entramos no campo das fantasias o que muda tudo e pode fazer as imaginações fervilharem...
Mas o Carnaval não é só em Fevereiro?!

Manuela disse...

Rocio,

nós somos por uma tortura mais longa. unhas afiadas, cravadas e ir deslizando no corpo do canalha.
Pintadas de vermelho à espanhola..heheheheh

Rocío disse...

Tú que me compreendes bem, Manuela ;-)

Sophia disse...

Taradas...ahahahah...o blog do Jonas está a tornar-se um chat negro e perverso, penso eu de que...

João Lopes Marques disse...

Negro já era, perverso mais ou menos. Só espero que por vossa causa não fique entrega à bicharada...

João Lopes Marques disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sophia disse...

Bom...bichas é que não parecem mesmo nada...a parte do negro era a graçola. Para onde foi o teu sentido de humor J?

João Lopes Marques disse...

Nada disso, querida Sophia. Referia-me apenas ao negro do fundo do blogue! É um prazer ver-vos aqui a lavar roupa suja (negra). A homofobia há muito que merecia um fórum adequado... Aqui está bem. Mas o meu sonho, sonho-sonho, é ter um blogue só para ginófobos... Está à distância de um microconto, talvez.

Beijos

Rocío disse...

O que tu queres sei eu! LOL

Mas afinal qual o problema? Eu e a Manuela afilamos as unhas (looonngaaas) nas costas do J(avier) e depois é entregue à Sophia para ela "rematar la faena" com a navalha (ou seja lá qual for a fantasia dela) :D
Afinal o gajo recebe tratamento duplo. O "especial da casa" ;-)

Sophia disse...

Bem me que quis parecer que havia aqui confusão.
O meu negro significa o mesmo que o teu, desde o início meu caro...pois o meu lado negro está guardado para o tão aguardado miniconto ginófobo.

Continua a tentar. Como alguém disse, é sobretudo nos revezes que se deve fazê-lo...

suudlused

João Lopes Marques disse...

Ela virá, ele virá...

Fica para já este, suas homófobas encartadas. Só para vocês (mais tarde terá a dignidade de post):

Inverno em Poznan

Magda era gorducha. Mas isso é agora totalmente irrelevante: para Tadeusz não passava de uma vulva de escape. Não são nada fáceis os Invernos em Poznan. Ah pois não...

Sophia disse...

Genial!
Mal posso esperar pelas reacções femininas...
Tinha muitos ditados para aplicar a este conto, mas fico-me por este que se usa muito na minha santa e fria terra:
"quando a fome é muita até o pão sabe a mel..."

Rocío disse...

:-) Sophia
Também aqui (terra fria mas pouco santa) temos um ditado parecido: "A falta de pan, buenas son tortas" ;-)

Mas, não me desiludas, tu, como eu, preferes mesmo pão, não é? :-D

Rocío disse...

Pensando, pensando... ¿no será mejor feucha que gorducha? (más "políticamente correcto"):)

Además hay gorduchas muy guapas... claro que también hay feuchas muy simpáticas... Al final resulta lo que estábamos comentando: "quando a fome é muita..." (e o frio) LOL

Sophia disse...

ahahahah
...sim, claro Rocio, mas não um pão qualquer...faz mal à saúde se não tiver mistura ou cereais...
Pensando bem, gosto bastante mais de cereais...são mais completos...^^

Manuela disse...

Querido João.
Não fique aborrecido.Sinal que vc desperta paixão com os seus contos. Não é??
Desculpe.
Mas a pendenga foi para os canalhas.

Quanto à gordinha..mesmo sendo um escape ele foi lá e..¨*&¨%$
Obrigada por nos amarem.Mesmo quando parecemos um rocambole.

João Lopes Marques disse...

Esta orgia de comentários é adorável. E Javier ainda está dentro. Imaginem agora que não...

João Lopes Marques disse...

Esta orgia de comentários é adorável. E Javier ainda está dentro. Imaginem agora que não...

Manu disse...

Parece o samba do afro-descendente doido.

Eu triste sou calada
Eu brava sou estúpida
Eu lúcida sou chata
Eu gata sou esperta
Eu cega sou vidente
Eu carente sou insana
Eu malandra sou fresca
Eu seca sou vazia
Eu fria sou distante
Eu quente sou oleosa
Eu prosa sou tantas
Eu santa sou gelada
Eu salgada sou crua
Eu pura sou tentada
Eu sentada sou alta
Eu jovem sou donzela
Eu bela sou fútil
Eu útil sou boa
Eu à toa sou tua.

Martha Medeiros

Sophia disse...

Ok...já percebemos a ideia, escusas de te repetir...hehehe.
Imaginando agora que Javier já não está dentro...pegamos no Tadeusz e levamo-lo para terras quentes. Acabam-se os escapes...

Manuela disse...

Ele vai celebrar o fim do mundo com a Belén?? vai não. A Belén não vai esperar.


" Humor é a quintessência da verdade. (Millôr Fernandes)

Rocío disse...

Continuando con la orgía de comentarios e imaginando que Javier no estuviera dentro ...

El fin del mundo para él sería ver como Belén (mientras esperaba) se había enamorado de una gorducha llamada Magda que, harta del caradura de Tadeo, había decidido convertirse en su vulva de escape.
La historia acaba, pues, con dos mujeres felices y dos hombres más solitarios que tu Tarzan de Disney :)

Sophia disse...

Ora aí está algo digno de ser tornado uma telenovela espanhola (se me permites Rocío) de 200 episódios...no entanto, se bem me lembro, mesmo o Tarzan em alternativa à Jane sempre teve os gorilas como companhia. Logo o final também será feliz para esses dois infelizes seres.

Rocío disse...

Bem visto, Sophia!

Só tenho pena dos gorilas ;-) -RISOS-

Manuela disse...

Acho que está mais parecida com uma novela mexicana..
Imagino o Javier, de bigode ralo com aquele olhar 43..dentro de uma cela. E a Belen com cintura de pilão rodando a saia pela rua. Alegre e feliz.

Não tenho fé no Javier, no Tarzan e nos gorilas vou pensar..hahah

Sophia disse...

Ahahahah...
Isto está de loucos...de loucas neste caso!
Mas digam-me, será que tínhamos imaginação para chegar à centena de comentários neste post ou não somos mulheres para tanto?!

Podíamos reescrever a lenda de Tarzan com tanta mente endiabrada aqui reunida...^^

João Lopes Marques disse...

A lenda de Tarzan escrita por um punhado de loucas viciosas seria uma narrativa deliciosa!

Sophia disse...

Mas que bem! Autorização do dono do estabelecimento já temos...
Tragam o bule e as chávenas meninas porque isto vai fervilhar!
Quem faz as honras?

Manu disse...

Loucas nós??humm .
O autor deu o tom..e nós seguimos. A minha maior lucidez é a loucura (alguém já disse)!!!

Vamos cantar...loucas viciantes..hahha

http://www.youtube.com/watch?v=XUXwBQnyEZw


A lenda é uma boa...

Sophia disse...

Mas que "belo" Tarzan...

Mas gostei mais desta, dedicada ao Tadeusz

http://www.youtube.com/watch?v=eVn8BZ7baqU

Sophia disse...

Ninguém se chega à frente, começo eu...

O nosso Tarzan clandestino é deixado ao abandono numa praia do Pacífico povoada por mulheres, apenas.
Cresceu rodeado por beldades,dando origem ao desenvolvimento da ginofobia.
Nos seus escassos minutos de paz durante os seus banhos matinais na cascata secreta, sonhava com um universo repleto de chimpanzés, os seres mais semelhantes a si próprio.
Era um resistente...

http://www.youtube.com/watch?v=ab44sYewO4c

Manu disse...

O Tarzan era um ser meio estranho. Dava uns gritinhos ...desenvolveu a massa muscular à custa de muito esforço.De fato (facto) o braço direito era bem mais desenvolvido.

Enfim...era do balacobaco. "Priscila, rainha da selva".

João Lopes Marques disse...

Não obstante, e a muito custo, acreditem, Tarzan desenvolveu o ascetismo possível. O cenário envolvente desajudava, mas a espiritualidade joga e jogará sempre o seu papel na vida de um homem. Solitário ou não. Isso do bíceps direito, do simulado onanismo, do torso imaculado, é milho para pardalitas atarantadas: hoje chama-se Tarzen e não se arrepende nem um milímetro.

João Lopes Marques disse...

Não obstante, e a muito custo, acreditem, Tarzan desenvolveu o ascetismo possível. O cenário envolvente desajudava, mas a espiritualidade joga e jogará sempre o seu papel na vida de um homem. Solitário ou não. Isso do bíceps direito, do simulado onanismo, do torso imaculado, é milho para pardalitas atarantadas: hoje chama-se Tarzen e não se arrepende nem um milímetro.

Sophia disse...

Meu caro Jonas,
nem mesmo todo esse culto viciante impedia as donzelas de o admirarem em silêncio, algumas delas pela própria espiritualidade, outras simplesmente pela sua presença.
Jamais deixariam de lado a tentativa de o desconcentrar através de artes mágicas concedidas pelo 6º sentido apurado.
Persistência era o cerne daquelas mulheres de virtudes, unidas pelo desejo de metamorfose daquele Ser único sumptuoso.

Zen ou Zan seria para todo o sempre uma Tar(a)

Manu disse...

A última imagem é a que fica. Botou o Tarzan no RepórterClix. Esse foi o Tarzan descrito por mim.
Pardalitas atarantadas?? nunca...eu por mim sou uma andorinha apaixonada.Eu acho o Tarzan uma graça de garça!! !!!

Querido João,
se numa livraria eu tivesse que escolher entre você e o Luis Fernando Veríssimo, vc ganhava de lavada.Pelas suas respostas.

É um elogio. Beijos.

Rocío disse...

O menino diz que não compreende o por quê do sucesso deste micro-conto?? Hummm
Acho que há algumas dicas para compreenderes, querido:

1/ ..."você desperta paixão" (diz Manuela) ... "com os seus contos" (acrescenta,..desnecessariamente?) ;-)

2/ A provocação da Sophia ("será que temos imaginação para chegar à centena...?" Ahhh ..Se as nossas contas bancárias fossem tão férteis como a nossa imaginação!!

3/ Também importante o facto de o autor animar/provocar: "A lenda de Tarzan escrita por um punhado de loucas viciosas seria uma narrativa deliciosa!" ... Mas, já agora, estas a chamar louca/s a quem? Reveo-me no (circo)viciosa... louca é que não sei ;-)

4/ Nestes tempos difíceis que calharam, um gajo inteligente, divertido e sexy a falar de ascetismo é o máximo!
...

Para não falar da (tua)ginofóbia... Isso é que dava para uma tese universitária (de facto acho que vou trabalhar nesse tema para a minha)
-RISOS-... Título: "El autor visto a través de sus personajes femeninos"
;-)

Belén a "Livre" disse...

Como assim??

Só o fato de detonarmos um canalha, nos dá uma imensa alegria.
Vc mesmo falou que ele era um canalha.
Chamou-nos de pardalitas, loucas viciantes. Mas depois vc, João Nuno, começou a querer nos odiar..hahaha

Escreva mais sobre canalhices.

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.