quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

O andar de Jenniffer

Despertou ao primeiro raio de sol e — que raio! — reparou no andar diferente. Titubeante, em claríssimo esforço, quase rastejando, Jenniffer ainda conseguiu assomar-se do varandim. Foi então que, e dando mais um doloroso passo, espreitou lá para baixo. Tudo se confirmava: não, aquele não era definitivamente o seu andar.

5 comentários:

Sophia disse...

Tem algo de azarento a Jenniffer descobrir algo deste género ás 13:13.
Coitada...

Manu disse...

Ela rasteja (quase) pq deve ter bebido todas( bagaceiras) no dia anterior. Tem coisa pior que mulher bebun???
Vou dar um conselho....olhe pro lado, está vendo aquelas sandálias vermelhas?? use-as.
Pelo menos cai com elegância..

sónia disse...

É no que dá as derivações impróprias!!!

Mars disse...

Brilhante :)

Melissa disse...

Não estou alcoolizada, mas sinto-me um pouco Jennifer...
Brilhante, João... esse estranhamento do andar pode ser tudo!!!!!

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.