quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Das duas uva

Era uma vez uma uva que não queria ser passa. Contudo, e para seu imenso desgosto, ninguém lhe pôde valer: o tempo passa (passa mesmo).

4 comentários:

A. Almeida disse...

Ela não queria ser passa, mas acabou por passar-se. É o que acontece às uvas que têm a mania que são alguém

Manuela disse...

Vocês são culpados, quando passa uma mulher bonita e dizem: que uva!
Coloca as passas numa taça de vinho..elas esticam..

sónia disse...

Mas se alguém passa e não resiste à tentação de comer o que está a ser passado, a dita cuja uva já não chega a ser passa. Qual das duas a melhor?

WoodBeat disse...

Coitado da uva... foi um raio que lhe deu!

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.