quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Desnorte

Foi tudo muito súbito: na manhã em que Rosa ficou privada de vento, o Cardeal perdeu o seu ponto.

15 comentários:

Sofia Martins Baleia disse...

Demasiado poético para ser comentado...

Maria Ana disse...

sem querer, de todo, intrometer-me onde não devo (porque pelo comentário acima parece-me próxima sentimentalmente do autor...), mas considero um textinho poético, contudo merecedor de comentário, pois está pleno de nostalgia. algo perdido, quem sabe...

Manuela disse...

Que lindeza!

Sofia Martins Baleia disse...

Maria Ana, devo dizer que o seu comentário também é demasiado para se comentar, especialmente por não fazer qualquer sentido.
Mas são opiniões e cada um dás as que quer. Já o Herman disse isso, em tempos...

Manuela disse...

Sofia,

vc é Baleia e eu Carneiro...vc acha que na escala do mundo animal vamos bem??? hehehehe

Sofia Martins Baleia disse...

Ahahah...não sei Manu. Mas tendo em conta que também sou leão, não sei não...é muito bicho junto!

Maria Ana disse...

"Descoordenação" é lindo. Mais respeito pelo autor. É só

Rocío disse...

Com tudo o respeito pelo autor e pela Sofía... A Rosa dos Ventos parece-me orientada a Norte :-)

Manuela disse...

Tudo que é ao Norte é bom.. é como o amanhecer ensolarado.rs

Maria Ana disse...

Sim, a Rocío tem razão: a Rosa dos Ventos parece orientada (?) a Norte. Onde se encontra, aliás, a virtude dos sentimentos puros, verdadeiros e honestos - o amor -, assim como o respeito pelos sentimentos dos outros.
O mesmo será dizer que, quem não tem cão, arranja com gato!

Manuela disse...

Agradeço por essa louvação ao Norte.;-)

Vou fazer a louvação
Louvação, louvação
Do que deve ser louvado
Ser louvado, ser louvado
Meu povo, preste atenção
Atenção, atenção
Repare se estou errado
Louvando o que bem merece
Deixo o que é ruim de lado
E louvo, pra começar
Da vida o que é bem maior
Louvo a esperança da gente
Na vida, pra ser melhor
(..)
Gilberto Gil/Torquato Neto


Uma minhota..heheheh

Sofia Martins Baleia disse...

O que uma rosa e um ponto desencadeiam, minha nossa!

Manuela disse...

Sofia quem sabe o ponto não é o G?? isso dá um tremendo...huuuummmmmm.:_))

Sofia Martins Baleia disse...

Adoro quando percebem o subentendido da questão...boa Manu, boa!
^^

Juliana Cordeiro de O.Silva disse...

ameei o blogger , obg por seguir no twitter , manda teu msn aii escritor!!
abraço poéetico

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.