Avançar para o conteúdo principal

DR



She said: "It's a fat Jesus..." I replied: "Feta cheeses?" Well, ladies and gentlemen, Demis Roussos. The voice, the man, the interpretation. Aitäh.

Comentários

Sofia disse…
A minha mãe é fã deste senhor...e não consigo perceber porquê, passados tantos anos...

Talvez pelo senhor ser uma formosura...
Rocío disse…
Eu gostava na altura era da versao malaia, ou seja: do Sandokan ;-)
Manu disse…
Sofia...ele era um "deus grego".:))
Na época devia ser um artista bom..tanto que o João é admirador.
O coração do João é cheio de gavetinhas. Tem a das músicas, do Tarzan e manequins, dos corpos despedaçados.
Sofia disse…
Bom e grande!...
Digo eu...
Manuela disse…
O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
(..)
Fernando Pessoa

É verdade, né João???

* Sofia também acho isso, mesmo ele ameaçando ficar mau..:-)
Manu disse…
(..)

Tenho razão para sentir saudades de ti,
Da nossa convivência em falas camaradas,
Simples apertar de mãos, nem isso, voz
Modulando sílabas conhecidas e banais
Que eram sempre certeza e segurança.
Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
O não previsto nas leis da amizade e da natureza
Nem nos deixaste sequer o direito de indagar
Porque o fizeste? Porque te foste?
:-))

Carlos Drumond de Andrade
Sofia disse…
^^
belo escritor...belo poema!

beijos Manu
Manuela disse…
Ausência

Num deserto sem água
Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua

Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua.:-)))

Sophia de Mello Breyner


Beijos e obrigada querida Sofia.
Sofia disse…
Manu,

Estou comovida...
Acabaste de descobrir, simplesmente, o meu poema favorito da minha querida Sophia, cujo qual já me foi dedicado em tempos...

Bolas...

beijos
Manuela disse…
A Sofia é uma poetisa de primeira grandeza.
Bom que gostou do poema.Beijos.

João,
depois vc apaga todos os meus comentários,viu o exagero??

Bjkas.

Mensagens populares deste blogue

19 kinds of girls who bruise my soul

By João Lopes Marques (Eesti keeles)


There was a time, not too long ago, I believed I had become a misogynous guy. False. I wasn’t. Then I started fearing I was slightly gynophobic. Nope. I was just afraid to bump into another stupid girl. It wasn’t easy to understand it but 10 or 15 years later I realize I’m just too sensitive to 19 specific species of women. Indeed, I can even turn intolerant in presence of one of them. Such a phenomenon can be either personal taste or old trauma, I know. However, I don’t care anymore. I just confess the following kind of females have the power to bruise my soul:


1- The hologram girl

You think everything is fine, that that closeness is real, and you stretch your arm. Of course you wanted more and she let you play that game. For a week. A month. Sometimes even for years. Helàs! Now you understand you were living in a dream. “Why did she give me so many wrong signs”, you wonder; “João, I’ve seen you always as a very good friend”, she states.


2- The drink-…