segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Os dois monstros

A diferença maior entre o monstro do mastro e o monstro da montra era facílima de detectar. Perceber: enquanto o primeiro nunca se cansava de trepar, o segundo confundia-se com o vidro. Em comum, todavia, tinham o facto de serem ambos invisíveis.

9 comentários:

Sofia disse...

Um belo mostruário de monstros como convém a qualquer mosto.

Isto não faz sentido, pois não?!

Manuela disse...

...que importa se eram invisíveis? desde que causem arrepio...

Rocío disse...

Sei lá eu por que mas, pessoalmente, o monstro do mastro faz-me mais medo :-D

João Lopes Marques disse...

Não estaria assim tão seguro, Rocío...

Manu disse...

O monstro do mastro é um navegador(vai depender quem era )..o da vitrine é o nosso reflexo..ai, que medo de mim..

Manu disse...

O monstro do mastro é um navegador(vai depender quem era )..o da vitrine é o nosso reflexo..ai, que medo de mim..

Rocío disse...

Disse, pessoalmente, Jonas. Quer dizer: o medo é livre ;-)

Rocío disse...

E já agora... tu andas a papar letras e eu a pôr vírgulas onde não são precisas grrrrrrrr!

(onde se viu uma vírgula no meio de "disse" e "pessoalmente"??!) :-(

Rocío disse...

Afinal é como? O monstro mostra o mastro na montra? Receio andar confusa. Baralhada.

;-D

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.