quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Às 3 Marias

    


                                    *
                      
                               *

                          *
                  
 

12 comentários:

Rocío disse...

Macro-talento, micro-essência

Anónimo disse...

tem razão Rocío, há macro-talentos com micro-essências...eu detenho uma visão muito pessoal nessa questão...julgo que isso se verifica quando o criador nem se apercebe que o talento que teima em colar ao ego pertence a algo que o ultrapassa na realidade...assim só há proporcionalidade entre talento e essência quando há ética...

Rocío disse...

Então, vistas assim as coisas, deveria eu acrescentar:
Macro-talento, micro-essência ... e ética do tamanho de uma supernova gigante (ética é uma das características principais do autor deste blog) :-)

E já agora, senhor anónimo: não gostaria utilizar um nome (mesmo que inventado) que o diferencie do resto de anónimos todos? :-D

Manuela disse...

Anónimo..nem preciso falar nada. Vc mora no meu coração.

O coração reconhece a diferença entre "O Anónimo" e uns anónimos..

A Maria agradece..;-)

♫ Pegar carona nessa cauda de cometa
Ver a Via Láctea estrada tão bonita
Brincar de esconde esconde numa nebulosa
Voltar pra casa nesse lindo balão azul ♫

Manu disse...

Este post esteticamente ficou um espetáculo.

Lindo demais...

Obdulio Ortega disse...

Quando criança, a minha conexão mais íntima com o Universo ocorria quando as observava, tão distintas, quanto qualquer Maria, tão misteriosas quanto qualquer mulher.

Anónimo disse...

...arigato, Manuela, serão as estrelas do firmamento os nossos guias? certamente que sim ou não, conforme os campeonatos...mas uma coisa é certa...o obdulio por mais que as/nos (?) observe será difícil perscrutar-lhes (nos) a têmpera...

Manuela disse...

..é verdade, anónimo.

Sofia disse...

As Marias do livro do amor?

Anónimo disse...

Qual a real importância de um nome? Muitos partiram e outros partirão sem saber que foram Santos.:)) A vaidade impera no mundo...

Anónimo disse...

Caro Obdulio Ortega,também as carrego na palma da minha mão desde menina:))

Anónimo disse...

Para João Lopes:))

"Que a estrada se abra à sua frente,
"Que o vento sopre levemente às suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos...
E, até que nos encontremos de novo,
Que Deus lhe guarde na palma de Suas mãos."

Prece Irlandesa

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.