sábado, 29 de janeiro de 2011

Eestimaaaaaa!

13 comentários:

Austra Lopes Pithecus disse...

Eestimaaaaaaaaaado Jonas,presumindo ser sua uma das caricaturas, útil seria que identificasse a outra: koite Tomme, dá uns ares do Marco Paulo... Peço desculpa, mas um idioma
fino-húngaro(ainda) não está ao nosso alcance...

Anónimo disse...

Entre Marco Paulo e Marco Polo há milhentas nuances — e intérpretes — que merecem aturada reflexão.

Manu disse...

..é tudo uma questão do "u"..

ob disse...

E temos mais portugueses a desbravar novos mundos e culturas...

Manu disse...

Beijos para o Pithecus. Mesmo que seja num galho de árvore....

Austra Lopes Pithecus disse...

Manu, com tal gentileza,se estivesse no galho tinha-me estatelado cá em baixo... Por acaso, na altura -e por sorte- tinha ido com a minha "pitheca" à caça e estava com os pés fincados no chão.

Manu disse...

pitheca foi ótimo...hahahah

Austra Lopes Pithecus disse...

Estimaaaaaado Jonas,à falta do seu esclarecimento,deixemos o outro sujeito,que,percebi afinal, não é o
nosso homem do "dois amores".
Prontos!... mas,o que se passa consigo para tão honrosa publicidade nas hanseáticas paragens ?

a)Você publicita os famosos cachecóis do Báltico ?
b)Você avança para recolocar (no soviético sítio) o soldado de bronze ?
c)Você afugenta o FMI cá mais para baixo ?
d)Você encarna um Fernão Mendes Minto, digo Pinto, dos tempos modernos ?
e) Você ficou erectus com o frio ?

Manu disse...

hahahahahhah

Querido Pithecus ele faz isso tudo e mais um pouco.Não vê que é um Circo??

Vou cantar uma musiquinha pro João:

♫E por falar em saudade onde anda você
Onde andam seus olhos que a gente não vê
Onde anda esse corpo (...)♫

João Lopes Marques disse...

É isso, Manu: circo. Ora veja: um, dois, três, quatro, circo. Já está. Outra vez? Um, dois, três, quatro, circo. Oh, como eu gosto de contar até circo...

Manu disse...

♫♫ Alegria
Eu vi uma faísca da vida brilhando
Alegria
Eu ouço um jovem menestrel cantando
Alegria
O grito bonito
Um rugir de sofrimento e de felicidade
Tão extremo... Um amor furioso dentro de mim,
Alegria
Um feliz e mágico sentimento.

Cirque Du Soleil


Equilibra, João!!! hahaha

Manu disse...

♫♫ Alegria
Eu vi uma faísca da vida brilhando
Alegria
Eu ouço um jovem menestrel cantando
Alegria
O grito bonito
Um rugir de sofrimento e de felicidade
Tão extremo... Um amor furioso dentro de mim,
Alegria
Um feliz e mágico sentimento.

Cirque Du Soleil


Equilibra, João!!! hahaha

Austra Lopes Pithecus disse...

Estava eu e a minha Pitheca confortavelmente aconchegados na gruta, quando súbito ouvimos: É Circo !...A Pitheca, que antes tinha recusado ir buscar-me um copo de água saiu alvoraçada gruta fora.
Fiquei deprimido mas percebi (finalmente...) a Manu e o apelo mágico e aritmético do rapaz: A Pitheca regressou com uma pedra
autografada, deu-me um copo de água, e a seguir quis experimentar contorcionismos.
A nossa vida mudou!..

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.