terça-feira, 1 de março de 2011

Uma história bicuda

Tó-Zé gabava-se de confundir cactos com pepinos (ou courgettes). Agora vive no Pico.

3 comentários:

Austra Lopes Pithecus disse...

A confusão era humana,legítima mesmo.
O rapaz só foi para a Ilha do Pico por uma questão meramente fonética :
É,que, os açoreanos pronunciando com a boca muito mais fechada, ninguém percebe o que eles dizem. Logo,deixa de haver confusões e a vida do rapaz ficou muito mais confortável

Rocío disse...

Dependendo do uso que dar aos cactos (pepinos ou courgettes) o problema pode ser mesmo bicudo. Pungente.

Manuela disse...

Quem se chama Tó-Zé e confunde catraca de canhão com conhaque de alcatrão, tem que ficar com a área de lazer cheia de espinhos.
Esquisitão!Ele precisa morar é na Serra do Caraça, em Catas Altas -Minas Gerais.heheh

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.