quinta-feira, 19 de maio de 2011

Espa(r)guete

Há uma coisa que me deixa triste nestes tempos de massas. De verdadeiro espa(r)guete: trabalha-se a quantidade em detrimento da qualidade. Os número convencem mais do que a(s) palavra(s). Pena.

7 comentários:

Austra Lopes Pithecus disse...

Jonas, brincas com as massas alimentícias e com aquilo com que se compram as massas alimentícias. Não cheguei à "Bella Itália" das primeiras mas encalhei na programada Alemanha das segundas, onde, "spar"(poupar)nos atira para curiosa
fonética.Pergunto: Terá o Sparkasse esparguete ? Ou, terá, antes, os meios para comprar o esparguete ?

sónia disse...

Os dois Lopes são imparáveis!!! Acho que me fico pelo esparregado... Get it or not get it? That is the big question.
Também tenho pena que os números imperem.
Nada que uma boa espargata não cure, enfim, digo eu num acto de profundo pesar.

Austra Lopes Pithecus disse...

Esparregado! Ai Sónia, ai,ai . Mas cada vez há menos nabiças !... sabe como resolvo na falta destas ? Com grelos. Grelos salteados.
Pobre do Jonas, que ainda anda às voltas com o sssspar...esparguete.

HMM disse...

Pasta, a gente pasta!

Manuela disse...

Grelos salteados?? hum...deve doer.:)))))))))

Austra Lopes Pithecus disse...

Jonas, s.f.f. explica à doce Manuela o que são grelos salteados, essa amarga pérola da cozinha portuguesa.

Manuela disse...

O Jonas não sabe o que é....só conhece nabos...:)))

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.