Avançar para o conteúdo principal

Casting

É uma pena que Klaus não toque baixo. Mas Manfred também toca muito baixinho.

Comentários

Manu disse…
É contrabaixo!
Gilson Lamas disse…
Este blog virou divã de analista. Que coisa horrorosa.
Tudo é passageiro, Gilson. Até as divas no divã.
Pelos vistos estes rapazes são pouco ecléticos e algo desajustados do seu instrumental. Tenho uma sugestão . Experimentem o canto gregoriano. Aproxima-os da Fé e, depois, tem a vantagem de não se saber qual é o monge que (lhes) marca compasso .
Isabel Metello disse…
Gilson, seja estruturalista- quem está no divã é esta cambada...sempre de lá fugiram, pois seriam logo detectados por um olho clínico...
Jonas, ainda uma sugestão adicional, se me permites. Caso o canto gregoriano não resulte, deixo uma espécie de plano B : Uma banda Bávara ou os concertos Brademburgueses. Talvez, aqui, as insuficiências dos rapazes apareçam mais diluídas.
Ou uma banda bárbara. Mas o Paulo Jorge já me disse que está a tratar do caso.
Jonas,essa,francamente não sei no que é.O exercício lúdico-criativo é sempre estimulante, mas apetece-me mudar de "antena"(aproveitando o tema) para uma questão mais séria.

Por razões da minha vida, fiz vários amigos, alguns maestros, no meio musical erudito,em países de forte tradição e formação no Centro,Norte e Leste da Europa. Por via disso, passei a conviver com eles. Descobri então uma coisa extremamente curiosa(que até aqui me tinha passado ao lado ): O que é, conhecer e conviver com pessoas com o dom do OUVIDO ABSOLUTO....
Obviamente não vou desenvolver, mas assinalo esta curiosidade que contém aspectos extremamente interessantes.
Isabel Metello disse…
O Paulo Jorge já está a tratar disso? Eu logo vi :), que tens sempre alguém que trate de algo- és como Pilatos, mas um pouco mais vil e reticular (espero que o PJ investigue de uem são aquelas botas e a vida do dono e dos que o rodeiam- ui!!!...mas, mais um pequeno remark :) o clube foge do divã freudiano, mas dos outros não...
Manu disse…
Ouvido, maestro, divã, canto gregoriano...isto é um poço de cultura..:))
Isabel Metello disse…
Quanto aos coros eu, se fosse aos míúdos e/ou rapazes, fugia a sete pés, nem que fosse para serem contratados para cantar no Bolshoi, pois esta onda circiular é mais da Bradway e podiam correr o risco de serem "fotografados"...
Isabel Metello disse…
O Babuíno Pink está desactualizado :) O OUVIDO E A VISÃO ABSOLUTOS bb já foram convocadas para servir a corja circular e andam a ver se obrigam a personagem a encaixar no perfil desenhado por esta corja de fotógrafos de meninos de coro...vejam lá ao que isto chega!
Gilson Lamas disse…
Eu sou realista.Ó moça arruma um tanque de roupa pra lavar.Ôrra meu!!
Gilson, é temporário, repito. Mas já mudei o nome do blogue...

:-)

Obrigado pela dica.
Magnífico Gilson.Magnífico Jonas.
Gilson Lamas disse…
Caro João, neste momento é o nome certo. E nesse tanque coloca água sanitária.
Isabel Metello disse…
Coloque creolina, que a porcaria é muita, Gilson...este senhor quis sujar-me o guarda-fatos, atingindo a Criança, agora, vamos lavar toda a roupa para ver quem é que esconde peças fétidas no armário...ah, mas Criatura Circularmente Viciosa, obrigada pelo destaque, sabe que um dos personagens de BD que criei se chamava Lá Vai Lama? Pois, e o personagem é um pequeno tubista que gosta tanto da Verdade que adora as ventoínhas...quiseram destruir a Vida da minha Filha e a minha? Pois, agora, vamos lá, chama lás bandas todas gregorianas quer conheces que eu chego para todas...sou assim, sou frontal, não sou como certas víboras que cozinham tudo no diz que disse das porteiras mal amadas e que se valem dos seus conhecimentos para levar a água suja ao moinho igualmente fétido do amiguinho de estyimação..não foste tu e o resto da trupe que me difamaram e difama com as maiores barbaridades, causando danos psicológicos graves, incluindo numa Criança? Então, contrariamente à Mãe de muitos, estou na frente da batalha, ninguém põe um dedito na minha Filha sem levar metralhada...e aviso-te :) ai de ti e dos da vossa trupe que alguma vez o queiram fazer...escalpo-vos...
Isabel Metello disse…
Melhor :) castro-vos à metralhada...eu já vos topei há muito tempo...já estamos neste inferno há 10 anos...desde há 3 que passámos pelas maiores humilhações e privações, mas sempre com a DIGNIDADE cujo conceito ninguém daqui alguma vez saberá o conceito...não disseste iupi, ontem? Então iupi seja!
Isabel Metello disse…
Como vê Gibson Lama, o que está aqui a acontecer é o contraste entre o palco e os bastidores...vou passar a explicar-os personagens que estão no palco fingem ser actuantes privilegiados no espaço público, quando o são, deveras, nos bastidores, comadres de soleira de porta, i.e, a esfera privada no nível mais baixo que se possa conceber (as matrizes não saem à base de vernizes :)...par contre, aqui, a je, parecendo que está a levar ao palco a tragédia encarada, como comédia para esta corja de vampiros emocionais, está a lutar por uma esfera pública mais LIVRE, JUSTA, DIGNA, lutando pelos DIREITOS INALIENÀVEIS, na teoria neste país, mas atropeláveis na prática todos os dias por estes lobbizecos de polichinelo, de duas vítimas desta corja, principalmente, a CRIANÇA...sociedade viciosa esta cuja matriz cultural deixa à solta verdadeiros facínoras, dando cabo da vida de GENTE DE BEM...Percebeu agora? Este é UM MANIFESTO DE LIBERDADE E DE DEFESA DE DIREITOS INALIENÀVEIS NAS ESFERA PÙBLICA QUE DEVERIAM SER TIDOS COMO ABSOLUTOS PRINCIPALMENTE PELAS INSTITUIÇÔES DE DIREITO....sabe quando é que estes hipócritas se interessam pela violência doméstica? É quando o corpo já jaz na maca e podem fazer uma manchete de jornal...
Isabel Metello disse…
ah! e o aviso estende-se a qualquer energúmeno contratado ou influenciado pela vossa campanha de anulação social, que se aproxime de mim e me queira marcar para a vida, pois já fui marcada o suficiente...era essa tb a intenção não era? o trabalho sujo feito pelos outros, a maximização do conforto dos micro-contos maléficos reticulares...pois fica o aviso dado...eu sou uma PESSOA de HONRA e vocês até a minha vida íntima DIGNA devassaram, tentando sujar-me com a vossa própria matriz e de outros(as) que vos passaram pelas mãos...pois, agora, depois do vosso trabalho sujo, incluindo o que foi levado a cabo no Andanças, frente à minha Filha, depois de todas as ofensas que sou obrigada a ouvir calada, sem sequer poder valer-me dos meus DIREITOS de cidadã, ai de quem as volte a proferir e ai de quem me tente tocar a vosso mando! Vou directa ao mandado e ao que mandou... Entendido? Espero que sim...é por estas e por outras que entendo certas pessoas que chegam a um ponto e têm de fazer JUSTIÇA pelas próprias mãos...
Calma, Isabel. Até parece que não confia na Justiça. Já está tudo em andamento. Tem sido esclarecedor, mas em breve terá de procurar outro tanque de lavar. As nossas desculpas.
Rocío disse…
Isto ficou pior do que um daqueles filmes checos (e chatos)que ninguém entende. A gente vem aqui desfrutar com a boa prosa do dono do blog e encontra um panfleto interminável cheio de referências (pessoais?) ambíguas e ininteligíveis. Será que não tem outro local onde se desafogar para que a malta possa continuar a ler "apenas" microrelatos??
Isabel Metello disse…
Confio na JUSTIÇA, confio, desconfio é daqueles que, por a temerem, concebem tramóias- deixa-nos em PAZ, que já muito mal causaaram...

Quanto à Rocío, não se diverte com a postura do seu amiguinho? Então, só merece filmes checos...
Isabel Metello disse…
E quanto às referências pessoais, ao menos, sou frontal, já o seu amiguinho e demais corja tentaram manipular tudo e todos com um processo de anulação social que me espanta que a Rocio, como Mulher não se indigne com...

E, JLM, é a JUSTIÇA que espero, aquela que terá em consideração tudo o que vocês têm posto em prática, valendo-se de contactos...vamos lá!
Isabel Metello disse…
Isto é, confio na JUSTIÇA DIVINA e no Seu Conceito, pois, até, hoje, tenho visto a minha Vida e a da minha Filha socialmente anuladas, com efeitos desvastadores, sem que alguém faça algo, num país onde quem tem poder e dinheiro e redes de influência consegue o que quer, como se estiivéssemos num self-service (nessa não confio não....) se confias tanto na Justiça tu por que te vales tanto de contactos? Tu próprio o disseste...
Manu disse…
Rocío,

o Mário Benedetti continua arrasando corações. Viva o Uruguai..
Amiga, os filmes brasileiros são muito mais interessantes.Principalmente os da Rita Cadillac..kkk
Rocío disse…
Uruguai Forever, Manu :-)
Cinema brasileiro é muito bom, tal como argentino (para mim, o melhor do mundo) ou mexicano. Já os filmes checos é que nunca percebi :D
Obrigada pela dica da Rita Cadillac, não conhecia. Eu até sou mais modesta, o meu "nome de guerra" é Rocío Trabant HEHEHE
Manu disse…
Veja quem é a Rita..kkkk
Rocío disse…
Já lá fui pesquisar, Manu, sua malandra ;-D
Isabel Metello disse…
Minha cara, eu já lhe disse que gente sem nível não me ofende, com cadillac ou sem ele e o jogo de cintura de certos estereótipos talvez encaixem melhor em pessoas sem DGNIDADE alguma, que não é o meu caso...olhe peça algumas dicas ao seu amigo que pelo que se diz o Clube Fantástico aprecia filmagens domésticas ainda que mais para o selvagem...
...quanto ao estar tudo em anadamento, caríssimo, esteve tudo calculadamente preparadíssimo desde 2000...e vão ser responsabilizado, ai, vais vais!
Manu disse…
Ninguém fez referência à senhora e nem ao seu assunto. Eu apenas estava brincando com a minha amiga Rocío. Eu não costumo entrar em assuntos que não me dizem respeito.
Tenho por conduta respeitar os outros.
Rocío disse…
Falaste bem, Manu. E concordo contigo.
Isabel Metello disse…
Constata-se, de facto...viu que meteu a patita na poça e resolveu dar o dito pelo não dito, foi? É congruente com a ambiência e com o tipo...
Rocío disse…
Caramba, que chatice! Tem a mania de que todos falam de/com você, é? Estamos, eu pelo menos estou, farta desta porcaria de filme (que nem a filme chega, é mais tipo novela barata). Ficava-lhe bem largar-nos e deixar-nos aqui a desfrutar do blog.
Primeiro vem aqui a embirrar com o João, a seguir chama anormais a (quase) todos, agora é contra a Manu (essa mulher frontal e leal)... Já chega!
Reconheço que de inicio achei piada á senhora, já cá estava eu a imaginar cenas de tribunais, testemunhas e advogados (defensores e acusadores) mas afinal resulta que é de justiça divina que está a falar :-)
Não deve ter muita confiança na outra, na verdadeira justiça. Ou então não tem é provas para acabar com esta chatice de vez. Também não estou a ver qual o "pecado" nem os "pecadores" (homossexualidade? gostar de fotografia? possuir contactos?) :-)
Mas não interessa, faça-nos um favor e, sobretudo, faça o favor a você própria de acabar com essa patética figura.
Isabel Metello disse…
E o que é mais interessante é a intertextualidade dessa tentativa cobarde de ofender alguém- a sua volta atrás foi ainda mais patética que a tentativa de insulto em si- com alguns micro-contos do JLM, com uma crónica de um seu compatriota publicitário (por coincidência, tb, na lista de amigos do JLM e de outro amigo académico na lista do FB)que circulou, viralmente, na internet e com mais outros textos desresponsabilizantes porque em regime de ficção...fora os que passaram para o diz que disse quotidiano...minha cara, repito-lhe se aqui alguém tem um V na testa jamais seria eu...não danço samba ao som da música nem vergo a coluna...entendeu ou quer um desenho?
Gilson Lamas disse…
Caro João,

Vc já tem provas suficientes pra processá-la por assédio e prejudicar o seu trabalho. É uma mulher mal-amada.
Volta para o fundo do mar sua oferenda cheia de veneno.Se faz tanto escarcéu aqui é sinal que a justiça não está dando corda pra ela.
Manu disse…
O mundo e o seu umbigo;) Patitas com tufos é bem sensual...
Caro Gilson,

Obrigado pelo interesse demonstrado. A minha indulgência terrena também se esgotou. Estou neste momento a tratar disso mesmo — e nesses mesmos moldes que refere — com o meu advogado em Lisboa.

Odeio censurar pessoas e acho que, com a linha aberta, tem sido mais esclarecedor para todos, inclusive para a Isabel.

Peço-vos apenas mais um pouco dessa mesma indulgência. Tudo estará sanado dentro de dias.

Um abraço de Tallinn,

João
Rocío disse…
O video tem de ser engraçado :-) Ainda bem que não toda a gente perdeu o (bom) humor. Haja paciência!
Isabel Metello disse…
Óptimo! Avisa o treu advogado das difamações que tens vindo a actualizar, para me anular socialmente, uma das quais se enquadra no insulto invertido da tua amiga, avisa...Estou a torcer para que isso aconteça e te caia a máscara de vez. Caro Gibson, não sou mal-amada, fui e tenho sido muito maltratada, mas aquilo que faço aqui não é despejar veneno, é defender a minha Filha e e a mim do próprio, cujas extensões são, simplersmente degradantes...vamos lá, agora é que vamos ver!
Gilson Lamas disse…
A moça caiu aqui de repente e acha que qualquer comentário se refere a ela, que ofendeu todos os leitores deste blog que sempre conviveram muito bem entre si.E sem ofensas ou difamações.Questão de educação.
Gilson Lamas disse…
A senhora já teve os seus 15 minutos de fama. Vida que segue....
Isabel Metello disse…
Meu caro, para sua informação conheço o JLM há 20 anos, como amigo de infância e adolescência de quem foi meu namorado durante 11 e marido durante 7 + 3 = 21 ...O JLM tem sido a víbora de serviço numa campanha ignóbil de difamação (incluindfo um desrespeito total para com a minha Filha), contextualizada num processo de custódia posto pelo meu ex-marido...a intenção dos abusos emocionais moral que tenho sofrido está relacionada com o caso...como cobarde e vampiro emocional que é,sem algum sentido de Ética, o JLM quer inverter a situação, o que lhe fica mal perante todos os seus pares por quem foi disseminando os seus micro-contos dfifamatórios maléficos, para que o Pai da minha Filha contassse com um backup de força em tribunal...este grupo desestabilizou o Lar da nossa Filha e anda há 3 anos a fazer-nos a vida num inferno de forma cobarde, prejudicando a minha vida pessoal e profissional, destruindo a minha reputação e denegrindoa minha Dignidade (ou pensa que os comentários do Austa Lopes Pithecos do Grupo de S. Domingos de Benfica, i.e, o deles caíram de páraquedas???...chegou a hora de a VERDADE ser defendida em sede própria, em nome da minha Filha...
Isabel Metello disse…
Quanto à fama,creio que o JLM dá-lhe mais importância, a minha preocupação é com a defesa de quem Amo destes crápulas..
Isabel Metello disse…
Quanto às provas, meu caro Gibson, tenho mais do que as suficientes...
Gilson Lamas disse…
Está explicado!!
Isabel Metello disse…
Quanto à questão da dicotomia entre Justiça Divina e terrena, cara Rocío, sou crente, valorizo mais A Primeira, Infalível, mas é pelas duas que estou a lutar há 3 anos...creio que Deus só nos Dá só o que podemos suportar para nos fortalecermos, para melhorarmos como pessoas, acredito piamente no Perdão e na Gratidão- perdoei tanta coisa ao meu ex-marido!!! Mas ser difamada das formas mais degradantes, ser anulada e ostracizada socialmente, profissionalmente, ver a minha vida passada limpa suja...ver quem eu Amei a compactuar com tudo isso...assistir ao Pai da minha Filha a permitir e até a incentivar publicamente esta ignomínia, depois de eu lhe ter perdoado os maus tratos durante 7 anos de casamento...não sou Jesus Cristo, só quero viver em Paz com a minha Filha, dignamente, sem o stress que sempre foi a nossa vida...Eu fiquei sem nada materialmente falando, mas a minha Honra é o que sustenta- sou uma pessoa de trabalho, sou uma boa Mâe, dou a vida pela minha Filha... Mas, agora, já não posso perdoar a quem me tem enxovalhado desta forma, atingindo a Minha Menina... vou ser quem eles me tornaram- de uma totó que acreditava no Pai Natal e uma não pessoa numa Pessoa que tem direitos e, acima de tudo, o dever de defender a minha Filha...no passado, perdoei o imperdoável por mim, agora, já que está ela em jogo, como posso fazê-lo a quem não nos deixa sequer ter dignidade para viver em Paz?
Vou lutar com todas as forças do meu ser, é que tenho feito...certamente, não saberá o que é ser agredida e defraudada emocionalmente 7 anos, fazer queixa de uma última agressão física, esta ser arquivada (não a reabri para termos Paz) e ainda ouvir em tribunal que foi uma encenação minha...certamente não saberá descobrir que toda a sua história de vida foi uma mentira, um plot desenhado, calculada e friamente, por alguém desde o início...certamente não saberá o que é um dos seus melhores Amigos durante 11 anos transformar-se num mostro mal sai da Maternidade...e eu saí de casa e estava disposta a perdoar tudo, ficarmos amigos, pelo bem-estar da minha Filha...mas os planos do outro lado não eram esses...e estamos num inferno há 3 anos...
...o que tenho constadado é que a Justiça terrena neste país é só para quem tem dinheiro e poder...já a Justiça Divina É Omnisciente...
José Lopes Marques disse…
Notável,João !...
Não censurar o que podia ser censurado. Não filtrar o que poderia ser filtrado. Magnífica lição. Obrigado.
José Lopes Marques disse…
Mais. Embora o cheiro seja pestilento (aliás eu nem leio ). Estou muito orgulhoso e tenho a plena convicção que estamos num dos momentos mais altos e mais ensinadores da vida deste Blogue.
Estamos todos a aprender. Trata-se de um verdadeiro "case study", na dupla acepção da dimensão clínica,e, na incontornável dimensão ético-jornalística, que o João nos está a oferecer.
Rocío disse…
Não tinha olhado para o assunto dessa perspectiva, José, mas está muito bem visto. Uma lição de ética mesmo. A censura até era mais simples e cómoda mais o teu filho optou por não censurar.
Tens motivos para te orgulhar, tens :-)
Isabel Metello disse…
Se for mesmo o Pai do JLM, tem mesmo motivos para se orgulhar, pois este respeitou a matriz que lhe conferiu como herança simbólica...é mesmo caso para se dizer que "quem sai aos seus não degenera"...
Isabel Metello disse…
Já no caso de outras matrizes em que a concepção de Ética não é relativa, aquela em que Princípios não são maleáveios por interesses, creio que o Patriarca se sentiria até desonrado e sentiria até vergonha e chamaria à razão o Filho...é o tal choque cultural...
Só mais um...só mais um...só mais um... só mais um... só mais um... só mais um... só mais um... só mais um... só mais um... só mais um... só mais um...só mais um .....
Gilson Lamas disse…
Sobrou para o Sr. José. O que ela acusa faz a mesma coisa. Que pena que fica expondo a filha a esse constrangimento e humilhação. Paixão de mulher vingativa.
José Lopes Marques disse…
Prezado Gilson, grato e atento à sua sensibilidade. Quanto ao resto, nada a comentar.
Isabel Metello disse…
Não, Gilson, não é um acto de vingança, muito pelo contrário, é um acto de legítima defesa contra uma vingança de um homem que destruiu um casamento desde o seu início, nunca respeitando a sua casa nem mulher, a Mãe da sua Filha, com o compadrio de desestabilizadores contínuos do Lar da Criança. Homem esse que tinha todo o direito a quebrar o laço, mas que io fizesse com carácter e não de uma forma execrável, manipulando e logrando. Homem esse que considerou uma humilhação social a mulher sair da morada de família por uma agressão por ele cometida à frente da Filha e por esta ter sido participada às autoridades. Se eu me quisesse vingar não tinha deixado arquivar a queixa nem anulado os meus direitos quase todos em prol da CRIANÇA. Mas, hoje, sei que dei azo a que gente sem alguma espécie de Ética nos queira aniquilar por completo, aí sim, por vingança, por egoísmo bestial. Nunca me vinguei de alguém e olhe que já passei por situações imperdoáveis. Este é um acto de legítima defesa e de protecção de uma CRIANÇA cujos Direitos estão a ser alienados pelo egoísmo e falta de escrúpulos do tal homem e do grupo de S. Domingos de Benfica et alii... a vingança é um acto ignóbil, a legítima defesa está consagrada em qualquer Código Legal de qualquer nacionalidade. E sabe que existe um princípio da proporcionalidade na legítima defesa? E nem esse eu exerço, pois se o fizesse...
Quanto ao Pai do João Nuno, sou defensora de mulheres ou de homens que sofrem pelo egoísmo de outrem, que marca inclusivamente os Filhos para a vida, sejam eles quem forem (é uma questão de Princípio) e não é esse outrem que me vai dar lições de Ética.
Se chegaram ao ponto execrável de me anularem socialmente através da difamação, eu simplesmente estou a lutar pela Justiça.
Não tenho paixão por alguém que seja, nem a poderia ter, depois de tudo o que se passou...a pessoa, para mim, está morta no sentido simbólicvo (não sou eu que apareço no restaurante quando do aniversário do ex-cônjuge....) , ainda que haja uma ambivalência de sentimentos no sentido de até a Amizade que nos uniu durante o namoro ter sido destruída e até me ter destruturado o conceito de Família, nesse processo vingativo ignóbil.
Isabel Metello disse…
O gentleman no espaço público é outro no privado engraçado, porque corresponde a um perfil comum).
Em 2007 eu queria a separação, mas Sua Ecelência voltou para me pedir perdão, não para reconstruir algo que fosse, mas para ter tempo para preparar o divórcio como queria- a lei do divórcio mudaria em 2008 e eu ficaria sem auferir da bolsa de doutoramento em 2008. Hoje, sei que foi tudo calculado ao milímetro e isso magoa muito.
Quando o divórcio foi pedido em 2008, foi feito de forma invertida, com os habituais abusos emocionais. Aceitei-o a 30 de Março de 2008, depois de ter estado como uma enfermeira chamada por um sino por Sua Excelência, quando da sua operação.
Chegou a trair-me à minha frente e à frente de alguns membros deste clube fantástico- eu nada disse, sabia que haveria uma inversão da situação, mais uma vez,no outro dia disse-me que eu "despertava o pior que havia nos outros e que não ioria mais a jantar algum"...perdeu a aliança no convívio com amigas comuns do JLM, na praia e a culpa era minha...
ASguentei de tudo um pouco, mas comecei a fazer o luto do meu casamento quando, ainda grávida, me mostrou, sadicamente, as fotos de casal que tirara na Arménia com uma aluna, sabendo que eu tinha tido uma pancreatite aguda com 5 meses de gravidez e que o médico me tinha avisado para ter calma pois tanto eu como a Filha não aguentaríamos mais um surto...
Sabe quando é que lhe saltou mesmo a tampa, mesmo tendo-me traído várias vezes? Quando, eu, já separada e noutra casa, encontrei um homem por quem me apaixonei e com quem mantive uma relação de cerca de 2 anos e tal ...aí, começou, de facto, a vingança...e até aí chegou...
Estou há 3 anpos a ser apelidada de tudo e mais uma coisa publicamente, cheguei a remeter-me a um isolamento quase total, e quero seguir com a minha vida para a frente, dignamente, como sempre, com a minha Filha e sem nunca a ter usado como arma de arremesso como ele o faz - quando em 2009, me pediu para que a guarda fosse conjunta aceitei na hora, pois sabia que a nossa Filha tem o Direito Supremo de ter o Pai e a Mãe na Vida dela- já sofreu o suficiente...
No ano passado, houve um Festival onde fui com os meus primos e com a nossa Filha- ele sabia que eu ia, eu só soube que ele lá estaria no dia da viagem...Ele estava lá com a actual namorada e jamais eu me aproximei ou fiz alguma cena, mas sabe quem é que ouviu epítetos, continuamente, ofensivos de pessoas que nem conhecia? Fui eu...uma semana antes deixaram-me no voicemail uma mensagem com a mesma ofensa...isso é que é vingança, isso é que é abuso emocional constante para me pressionar e fazer-me cair...eu quero que ele siga a vida dele feliz com quem escolheu, mas que me deixe seguir a minha, sem me encurralar, destruindo, completamente, a minha reputação...
Isabel Metello disse…
Quanto ao Sr. José Lopes Marques, a minha actividade é o estudo dos media e uma das noções basilares é que estes resultam da fragmentação secundária face ao campo social religioso, enquanto que outros como o científico, o académico, o político, o económico, o judicial, o judiciário, et caetera derivam de uma fragmentação primária. Ora e o que suporta essa fragmentação? A noção da autonomia e independência de cada um desses campos. Ora, de facto, tem razão, o que tem acontecido por aqui pode ser um case study, mas pelas razões contrárias à que invoca, pois demonstra como, neste país, existe uma total promiscuidade (com raras e louváveis excepções) entre os campos, i.e., no fundo ainda nos regemos por uma matriz medieval...

Mensagens populares deste blogue

19 kinds of girls who bruise my soul

By João Lopes Marques (Eesti keeles)


There was a time, not too long ago, I believed I had become a misogynous guy. False. I wasn’t. Then I started fearing I was slightly gynophobic. Nope. I was just afraid to bump into another stupid girl. It wasn’t easy to understand it but 10 or 15 years later I realize I’m just too sensitive to 19 specific species of women. Indeed, I can even turn intolerant in presence of one of them. Such a phenomenon can be either personal taste or old trauma, I know. However, I don’t care anymore. I just confess the following kind of females have the power to bruise my soul:


1- The hologram girl

You think everything is fine, that that closeness is real, and you stretch your arm. Of course you wanted more and she let you play that game. For a week. A month. Sometimes even for years. Helàs! Now you understand you were living in a dream. “Why did she give me so many wrong signs”, you wonder; “João, I’ve seen you always as a very good friend”, she states.


2- The drink-…