domingo, 4 de setembro de 2011

Deleite

Martha derretia-se só de o ver: Konrad tanto sorvia um sorvete como absorvia o absurdo.

1 comentário:

sónia disse...

De leitoso tem tanto este conto! A surdez seria desnecessária para ser uma história perfeita.

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.