Avançar para o conteúdo principal

Às armas

A época de saldos chegou e, como manda a patriótica canção, não a devemos desperdiçar: às armas, portanto. Ontem fui bem cedinho e ainda consegui a minha Uzi por 14,99 euros. As bazucas e granadas de mão também estão baratas. A Mena pediu para lhe trazer duas, anda arreliada com as baratas na cozinha. À criançada comprei meia-dúzia de kalashes, dizem que agora é a moda lá na rua.

Comentários

Rocío disse…
En los tiempos que corren, esta propuesta tuya me parece la mejor inversión.
Lo que no sé es si podré esperar hasta noviembre para que me traigas las armas (la situación es crítica) ;-)
Leonardo (de Avintes) disse…
Ora,ora,isso são armas ligeiras quando a conjuntura impõe uma elevação do nível para armas pesadas. Para as baratas sugiro o Morteiro e para os "ursos" que nos constrangem cada vez mais o dia-a-dia,talvez o Canhão-sem-recuo.
"hasta noviembre", se a encomenda não chega, recomendo à Rocio (a minha vénia neste primeiro diálogo...) que utilize SP(mistura de (Sheltox c/Paciência.
Rocío disse…
Hoje matei (assassinei) mais uma cara barata. Cara pela trabalheira de a apanhar porque corria mais do que eu (também não me admira: afinal sempre me avantajava em 4 patas)
Receio que, caso o João não aparecer cedo com os Kalashnikov, não haverá paciência que me salve (do Sheltox nem se fala... não me dou bem com química)

Mensagens populares deste blogue

19 kinds of girls who bruise my soul

By João Lopes Marques (Eesti keeles)


There was a time, not too long ago, I believed I had become a misogynous guy. False. I wasn’t. Then I started fearing I was slightly gynophobic. Nope. I was just afraid to bump into another stupid girl. It wasn’t easy to understand it but 10 or 15 years later I realize I’m just too sensitive to 19 specific species of women. Indeed, I can even turn intolerant in presence of one of them. Such a phenomenon can be either personal taste or old trauma, I know. However, I don’t care anymore. I just confess the following kind of females have the power to bruise my soul:


1- The hologram girl

You think everything is fine, that that closeness is real, and you stretch your arm. Of course you wanted more and she let you play that game. For a week. A month. Sometimes even for years. Helàs! Now you understand you were living in a dream. “Why did she give me so many wrong signs”, you wonder; “João, I’ve seen you always as a very good friend”, she states.


2- The drink-…