segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Cabeçudo (I)



Marcar um golo de cabeça a 57 metros de distância não é para todos. Aliás, é só para os melhores cabeçudos. O Salmão dá os parabéns ao norueguês Jone Samuelsen... Jone, e que saudades tenho dos nossos lindos fiordes...

Sem comentários:

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.