quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Outros tempos

Agora que Kerli me fala nele, recordo-me que Tanel era um tipo altamente inspirador. Nunca sobrava uma linha. 

3 comentários:

Miss Lee disse...

nunca sobrava uma linha Padar!! não era tanel padar , o outro?? ahahahahaha

João Lopes Marques disse...

Padar, exacto. Mas esse cavalheiro até me pareceu uma pessoa muito digna. Chegámos a jogar bilhar juntos no Shah Klubi. Não obstante, vida de rockeiro é vida de rockeiro, e vice-versa...

Miss Lee disse...

sim sim, sem duvidar da dignidade do senhor, claro. :)

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.