sábado, 7 de setembro de 2013

Casus Belli

E eis que, na minha ignorância enológica, mormente com brancos, tropeço num estilhaço beirão. Este "Síria" da Quinta dos Currais é mau marketing ou apenas uma daquelas coincidências históricas que povoam as prateleiras superiores do Supercor?

1 comentário:

helena frontini disse...

Creio que notou pela infeliz coincidência do nome. Síria é o nome de uma casta de vinho. Seria terrível imaginar que alguém teria a infeliz ideia de aproveitar o momento. Embora, com a minha provecta idade, já nada me espante.

Haiku de merda

Levava uma Fuji, Mas do monte fugi, Sim, do Monte Fuji.