terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Grandes êxitos de Marco Paulo






































sábado, 11 de fevereiro de 2017

Cliché bom



quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Do Inverno ao Céu

Não há muito a acrescentar senão "Crepúsculo em Haapsalu num dia frio e luminoso de Fevereiro". E se é bonito? É. E seu eu gosto? Muito. Recomendo, aliás. Encontramo-nos numa península aí ao virar da esquina.

sábado, 21 de janeiro de 2017

Diana vs. Futebol vs. Trump

Nem imaginam a desilusão, desilusão mesmo, que eu e a minha esposa tivemos ao constatar que, por causa do futebol em directo na Tallinna TV, um jogo local da treta num pavilhão mixuruca com relva artificial e meia dúzia de assistentes, não emitiram o 301.º episódio do "Vere Sidemed" (Laços de Sangue). Sim, mesmo que já conheçamos o final, neste aborrecido serão ficámos órfãos da maldade da Diana. Mudámos de canal e ainda apanhámos o Trump, mas não, não é a mesma coisa. Maldade por maldade, e valha-nos a Nossa Senhora do Carmo, ai que sacrilégio, mas a Joana Santos é muitíssimo melhor. E que Deus me perdoe este desabafo.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Dentes ou "Hambad"?

Por qualquer motivo forte que me escapa, as palavras "Dentes" e "Dentista" estão em alta na Estónia. Eis o mais recente exemplo, aqui em Haapsalu. Uma coisa é certa: "Hambaarst" é uma palavra muito feia que pode assustar o mais fleumático dos pacientes...

sábado, 22 de outubro de 2016

terça-feira, 27 de setembro de 2016

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Arca de não é

Girafa era elefante, pato foi pinguim, zebra fazia de cavalo. Gato passava por lebre, burro relinchava, borboleta tinha escamas. Peixe caminhava, crocodilo balia e tubarão cacarejava. Sabe-se lá porquê, só a orca se aproveitava.

domingo, 14 de agosto de 2016

Khan que ladra não morde

Apenas lhe perguntei de onde era. Arregalou os olhos e respondeu-me "Tashkent". Sobre o par de estalos que lhe dei, não me arrependo nem um bocadinho: taradão, e ainda por cima uzbeque.