quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Un chien andalou*

Auf, auf, auf! Auf wiedersehen!

* Pequena poesia, ou micro-micro-conto, dedicada ao cão mais velho do mundo, falecido a semana passada.

Sem comentários:

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.