segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Viagem no elefante

Contornando pacientemente a(s) silva(s), e sem dar cavaco a ninguém, Aníbal lá prosseguiu a sua determinada rota. A pobre montada, essa, coitada, nem barria.

3 comentários:

Manuela disse...

Aníbal cavaco silva. Hum....este nome me lembra..um elefante.
Com todo o respeito. Ao elefante!!

VV disse...

hahah brilhante x)

sónia disse...

E vale a pena barrir neste amontoado de silvas, portas, carvalhos, pintos e afins?
Já acreditei mais no efeito das palavras onomatopaicas...

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.