domingo, 11 de abril de 2010

12 prazer

Comia com vagar e paciência. As primeiras seis colheres eram canja. A sétima já era diferente, mas até à décima chegava sem grande esforço. As duas derradeiras, talvez pela canela, ou pelas raspas de limão, essas, eram já um verdadeiro suplício. Martírio. Que não restem dúvidas, porém: aqui na rua, Quim sempre foi o campeão do arroz 12.

3 comentários:

Paulo Freixinho disse...

Doze doses do doce arroz... gostei... ;-)...

Manuela disse...

O arroz 12 devia estar "unidos venceremos". Ou seja,uma papa.E não foi a canela nem o limão.

12 prazer é a canela.É soberba..;-)

Manuela disse...

Por sua culpa, João, estou com o maior desejo de comer arroz 12. Lá vou eu fazer com muiiiita canela...pra me esquentar..botar fogo no circo.;-)

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.