Avançar para o conteúdo principal

Cenas favoritas



Esta foi-me enviada pela Rocío. Tem que ver com a idade e VW's vermelhos descapotáveis. Aproxima-se o dia em que os filmes terão apenas três minutos. Quem vê a cena favorita, vê tudo. E porquê mais de 140 frames?

Comentários

Rocío disse…
Apanhaste a ideia à primeira (aliás, como sempre) :)

Já todos fomos VW´s vermelhos e descapotáveis (alguns até foram Erasmus ;-D) mas, infelizmente, nem todos chegarão a ser Chevrolet´s familiares.

O caminho foi bom e fez de mim aquilo que hoje sou e, por acaso, até sou bastante boa pessoa ... Ainda há coisas para "polir", claro, mas espero ter tempo de o fazer :-)

Obrigada pela cumplicidade (desta vez calhou eu agradecer) ;-)
Manuela disse…
Não é por nada não, mas um sapato vermelho resolve muita coisa....
O conversível é só um detalhe perto daquela banheira (apelido de carro grande) da charmosa-vingativa... Duas lambisgóias são uma coisinha de nada..;)))

Juiz de Fora fica feliz de estar no coração de Tallin.
Manu disse…
Um juizforano (junto com Rubem Fonseca, Pedro Nava)pra vc:

Parábola

É muito difícil esconder o amor
A poesia sopra onde quer

O poeta no meio da revolução
Pára, aponta uma mulher branca,
E diz alguma coisa sobre o Grande enigma

Os sábios sonham
Que estão mudando Deus de lugar.

Murilo Mendes
Sofia disse…
Suponho que isto coloque de fora as "novas" de cena...
Devo retirar-me?...apesar de adorar esta mesma cena e apesar de tudo já compreender todo o sentido da mesma...
Manu disse…
Querida Sofia..jamais se retire. Eu, especialmente, gosto muito de você.Sentimos a sua falta sempre.É inteligente e tem humor mordaz.É um grande prazer e alegria conviver com vc.
Beijos da amiga.
Rocío disse…
"Isto" não te colocava fora da cena, aliás fazes parte importante dela :)

De fora só ficam aqueles VW´s vermelhos descapotáveis que acham que é isso que vão ser sempre mas raparigas inteligentes e sensíveis são sempre bem-vindas aqui (na casa do Joonas) e nas nossas vidas até porque é bom termos pessoas novas à volta para nos alegrar com a sua energia.

Ontem calhou assim, conversa de "cota" (eu)... mais nada (mas me consta que Lisboa está também no coração do Joonas) hehehe... Afinal ele precisa do seu (monogâmico) harém todo ;)
Manuela disse…
....e o Joonas caladinho. O presidente da zona do euro não sabe o que fazer..
Deixa-me ficar quietinha no meu mercosul..:))))

Concordo com a Rocío. Ele não falou de Lisboa pq ela é uma paixão pra ficar de joelhos..
Sofia disse…
Vocês as duas são a fonte do meu ego...
Mas francamente nunca fui WV vermelho descapotável e nunca senti falta de o ser...simplesmente nunca combinou comigo...

Não sei se algum dia vou conseguir retribuir este vosso carinho...

PODEROSAS é o que vocês são!...
Um abraço bem apertado que dá a volta ao Mundo e não apenas a Zamora e ao país irmão.

mil beijos
Rocío disse…
Paciência, Manu!
Nem sempre podemos ter o rapaz lá na cozinha a fazer o chá... Também tem de ir às compras de vez em quando :-)
Manu disse…
Oh, Suzy!!
Nada disso, Sofia. Só porque calhou, cruzámo-nos na linha. A troika resulta melhor do que a troca. Três cavalos podem ser melhor do que uma quadriga. Quadrilha.

Um beijo para as três de Kuressaare, que também é a capital da ilha de Saaremaa.

Joonas Vaal
Rocío disse…
Abandonas-te a "casa do peixe" para ir ver os piratas? :-)

Envia um zimbro-rasteiro para o meu jardim como lembrança ;-)
Manuela disse…
uai....

Cavalos???hum..deu-me uma ideia...
Somos raçudas.;))A Rocío é uma pura "Andaluz", a Sofia uma "Lusitana" e eu como estou pras bandas da AL sou uma Mangalarga Marchador(a).
O Joonas é um "Cavalo Sorraia"..hahha..achou que ia ficar de fora, né?

Está feita nominalmente a quadriga.
Sofia disse…
Tu estás sempre em sítio tão estranhos que até parecem nem existir. És surreal Jonas...

Gosto do meu atributo Lusitano...

Mas com tanta contra resposta vossa até pareceu que tinha a minha razão...
Ou isso, ou não querem mesmo que eu abandone o barco...ou o cavalo de Tróia...já nem sei...

Mensagens populares deste blogue

19 kinds of girls who bruise my soul

By João Lopes Marques (Eesti keeles)


There was a time, not too long ago, I believed I had become a misogynous guy. False. I wasn’t. Then I started fearing I was slightly gynophobic. Nope. I was just afraid to bump into another stupid girl. It wasn’t easy to understand it but 10 or 15 years later I realize I’m just too sensitive to 19 specific species of women. Indeed, I can even turn intolerant in presence of one of them. Such a phenomenon can be either personal taste or old trauma, I know. However, I don’t care anymore. I just confess the following kind of females have the power to bruise my soul:


1- The hologram girl

You think everything is fine, that that closeness is real, and you stretch your arm. Of course you wanted more and she let you play that game. For a week. A month. Sometimes even for years. Helàs! Now you understand you were living in a dream. “Why did she give me so many wrong signs”, you wonder; “João, I’ve seen you always as a very good friend”, she states.


2- The drink-…