quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Glorieta

Após mais de quatro décadas e meia a acumular fracassos ("insucessos"), Glória morreria na miséria.

5 comentários:

Sofia disse...

Glória a deus se queixou...

Anónimo disse...

...a maior das misérias é a moral...assim, Glória jamais morrerá na miséria...é só comparar os ascetas no Ganges e os atletas do sucesso objectivado sem qualquer ética...quem detém sucesso sobre quem? uma incógnita que, para alguns, terá resposta certa, quer se coloquem numa ou noutra barricada (ah, esqueci-me - os ascetas não têm barricadas, têm percursos individuais não individualistas (jamais :)...

HRM disse...

Nunca lhe chegaram a dizer: schhhhcremento!

Manuela disse...

Tinha uma alma fadista.

Obdulio Ortega disse...

Entregar-se ao insucesso com discrição exitosa é uma obra de gênio, pois tenazes criadores têm sempre à mão uma câmera, um pincel ou uma pena a negar a humilde condição de nossa vida.

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.