quinta-feira, 23 de junho de 2011

In baguette we trust

2 comentários:

Austra Lopes Pithecus disse...

Jonas, não faça publicidade perversa. Então, a ser verdade o que você prometeu no passado Sábado, dia 18, bem melhor do que comer a "baguette" com um automóvel lá dentro, seria, antes, saboreá-la com o seu dedo mindinho grelhado ( e uma pitada de mostarda para afinar o sabor).

sónia disse...

Sem pão não haveria padeiros e quanta falta eles fazem para amassar e nos devolver o cheirinho delicioso. Sem pão a manteiga talvez não existisse e até Roma não teria caído tão rapidamente. Prefiro pão a renaults, mas cada um sabe de si.
És aquilo que metes dentro do pão :)

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.