Avançar para o conteúdo principal

Necessidades

Via-se que o embaixador estava em necessidades. Era cada vez mais notório. Indisfarçável, apesar do protocolo. Deixando escorregar o croquete por entre os dedos, e antes de tombar, ainda sussurrou à esposa: "É em baixo a dor..."

Comentários

_ricards_ disse…
O Pôr-do-Sol foi no Palácio das Necessidades?
sónia disse…
Croquete tem algo de protocolo, de diplomacia. Todavia também tem o reverso da medalha: algo de intestinal, de baixo-ventre. Por esta e pela outra não como croquetes.
Obdulio Ortega disse…
Após a dor parida e a paralisia atestada pelo colo feito concreto, a morte foi anunciada, tendo a fita preta como item protocolar.
Anónimo disse…
Estaria ele acroquetizado.
sónia disse…
Não sei por que obscura razão gostei ainda mais agora deste mini-conto do que quando ele apareceu pela primeira vez.
O que poderias fazer com embaixatriz? Pensa um pouco... Por um triz e o que é triz? Isto é mesmo viciante!
Não vais pousar na Feira do Livro em carne, osso e alma? Se sim, guardava a minha compra iberiana para esse dia e esperava por um autógrafo e uma conversita entredentes e sorrisos, pois seria uma verdadeira implosão para mim semelhante encontro :)
Sónia, sónodia 8 de Maio, mas conto contigo na Feira do Livro ao fim da tarde. Ficarei muito feliz por te conhecer finalmente... Isto como boa maratona que é não dá para grandes conversas, só para nos irmos refrescando com uma isotónica e passando a esponja pela testa (e muito de vez em quando)...

:-)
sónia disse…
Obrigada pela dica João! Vou fazer todos os possíveis para que tal aconteça a fim de ter o teu (que depois será meu) livro autografado :) Não te preocupes que não sou assim tão faladora nestas situações, pois fico muito envergonhada e sempre com receio de incomodar. Estou mais à vontade na escrita em que digo mil e um disparates.

bjs e bom trabalho!

Mensagens populares deste blogue

19 kinds of girls who bruise my soul

By João Lopes Marques (Eesti keeles)


There was a time, not too long ago, I believed I had become a misogynous guy. False. I wasn’t. Then I started fearing I was slightly gynophobic. Nope. I was just afraid to bump into another stupid girl. It wasn’t easy to understand it but 10 or 15 years later I realize I’m just too sensitive to 19 specific species of women. Indeed, I can even turn intolerant in presence of one of them. Such a phenomenon can be either personal taste or old trauma, I know. However, I don’t care anymore. I just confess the following kind of females have the power to bruise my soul:


1- The hologram girl

You think everything is fine, that that closeness is real, and you stretch your arm. Of course you wanted more and she let you play that game. For a week. A month. Sometimes even for years. Helàs! Now you understand you were living in a dream. “Why did she give me so many wrong signs”, you wonder; “João, I’ve seen you always as a very good friend”, she states.


2- The drink-…