Avançar para o conteúdo principal

Intempérie

Foi o ano em que o tempo andava mesmo bera. Alterado: os segundos desafiavam as horas e as segundas pegavam-se com os minutos.

Comentários

Rocío disse…
Estás a precisar é de outro João...Domingos Bomtempo
Jonas, enlouqueceu? Quatro contos de rajada !?... Quer exterminar os comentadores !?...Ficou sem TV, ou o mau tempo não o deixa sair à rua ?
Protesto !Se repetir farei greve !
Rocío disse…
Eu, pessoalmente, gosto destas "rajadas".
Deve ser por coisas destas que as mulheres temos fama de insaciavéis :-)
Respeito. Prontos!..
Mas um Phitecus não tem suficiente ócio,Rocio.
Manu disse…
...vai Jonas....continua...
Rocío disse…
Eu também não tenho assim tanto tempo mas imagino que é coisa de prioridades :-)

E de procrastinação,claro: os Austra Lopes Pithecus sempre foram muito trabalhadores enquanto a minha familia (Homo neanderthalensis, dos neanderthalensis de toda a vida) deixa muito que desejar nesse ponto ;-)
Huum...Neanderthalensis...Huum!..Cheira-me a incompatibilidade. Mas como já votei a seu lado não pego na moca e antes vou para os seus lados, para em Tordesillas assinar-mos um tratado de paz e de cooperação .
Faremos isso pelo João,nos moldes em que o fez D.João. "Amigos para siempre" !
ob disse…
Não temos oportunidade nem de nos tornamos amigos do tempo, que celere, inicia o seu percurso e já logo chega ao fim, sem olhar para os que estão ao seu redor: passa de passagem!
Rocío disse…
Pithecus, com esta cena da globalição mal existem incompatibilidades.

Combinaremos pois em Tordesilhas, sim, para assinar-mos um moderno tratado e partilhar nossas respectivas capacidades... O fogo e a escrita já foram inventados (e que bem se serve o João de ambos!)
mas ainda resta muito para fazer
:-D
Rocio, nas migrações com a Phiteca em direcção ao Ártico, normalmente entre o Equinócio de Inverno e o Solstício de Verão, Tordesillas aparece sempre na nossa rota.
A celebração do Tratado, poderá ocorrer nesse espaço e nesse lugar.

Mensagens populares deste blogue

19 kinds of girls who bruise my soul

By João Lopes Marques (Eesti keeles)


There was a time, not too long ago, I believed I had become a misogynous guy. False. I wasn’t. Then I started fearing I was slightly gynophobic. Nope. I was just afraid to bump into another stupid girl. It wasn’t easy to understand it but 10 or 15 years later I realize I’m just too sensitive to 19 specific species of women. Indeed, I can even turn intolerant in presence of one of them. Such a phenomenon can be either personal taste or old trauma, I know. However, I don’t care anymore. I just confess the following kind of females have the power to bruise my soul:


1- The hologram girl

You think everything is fine, that that closeness is real, and you stretch your arm. Of course you wanted more and she let you play that game. For a week. A month. Sometimes even for years. Helàs! Now you understand you were living in a dream. “Why did she give me so many wrong signs”, you wonder; “João, I’ve seen you always as a very good friend”, she states.


2- The drink-…