sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Corridinho

Inese olhou-me com aquele desprezo tão báltico e, quase encostando o seu nariz ao meu, disparou à queima-roupa: "Todo o parvalhão sabe tocar acordeão!" Ainda me tentei iludir com o seu hálito a rosas, mas levantei-me e saí. Estou triste: porquê logo naquela manhã em que lhe ia dedicar um corridinho?

1 comentário:

Sophia disse...

Alguém levou um belo corridinho...

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.