sábado, 9 de janeiro de 2010

Africanismo

A sua fanfarronice é ilimitada: nunca perde uma oportunidade, por forçada que seja, para aludir ao seu último safari. Muito gosta Costa do marfim.

2 comentários:

*Manu* disse...

De costas para o perigo..

sónia disse...

Como odeio esses Costas! Olha que cheguei a conhecer um desses. Já morreu, pobre coitado! Devem ter sido alguns bichinhos lindos que ele ajudou a matar nas suas invasões a África. Chamava-lhes safaris...

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.