domingo, 17 de janeiro de 2010

Viagem ao centro da terra

Fizemos a rua das lojas até ao fim e virámos à direita. Na sua habitual verve, Júlio ainda gabou o primeiro semáforo de Vimiães. Só depois se centrou naquele coreto verdinho e muito bem conservado. Apontando firme, exclamaria finalmente: “É ali!”

2 comentários:

Manuela disse...

Isto de virar à direita..sei não...

Rocío disse...

Pois... nada de virar à direita!
É mais "sempre contra o vento" :-)

Moleiro

Tinha aveia para o negócio.